top of page
Buscar

Kinocídio: o ataque às famílias pelo Hamas é um novo crime contra a humanidade

Por: Dra. Cochav Elkayam-Levy e Irwin Cotler


Em 7 de Outubro, o Hamas cometeu atrocidades visando deliberadamente a unidade familiar, um crime que não está definido no direito internacional, mas que deveria ser.


O abuso brutal das famílias durante o ataque do Hamas em 7 de Outubro obriga-nos a considerar uma questão assustadora: Será que a transformação da unidade familiar em arma constitui um novo crime contra a humanidade? É imperativo reconhecer a natureza hedionda dos abusos familiares como crimes contra a humanidade, traçando paralelos com outras atrocidades históricas. O atual pico de crueldade neste tipo de ataques justifica inequivocamente este reconhecimento.


Nas primeiras horas daquela manhã de sábado, que marcou o feriado judaico de Simchat Torá, quando as famílias se reúnem para celebrar, o horror tomou conta do sul de Israel quando os terroristas do Hamas lançaram um ataque implacável e premeditado a casas de civis em comunidades, cidades e aldeias de kibutz. Enquanto as famílias dormiam nas suas camas, o Hamas desencadeou uma onda de terror, perpetrando atrocidades indescritíveis.

Quer ler mais?

Inscreva-se em conteudojudaico.com para continuar lendo esse post exclusivo.

0 visualização0 comentário

Comments

Couldn’t Load Comments
It looks like there was a technical problem. Try reconnecting or refreshing the page.
Kadimah-assine.png
bottom of page